terça-feira, 3 de março de 2009

VIOLÊNCIA DESENFREADA


Eu tinha pensado em outros assuntos para postar no blog hoje, mas depois que ouvi uma notícia no rádio e depois a procurei na internet, me indignei tanto que resolvi mudar meu tema.


A notícia é sobre o assalto que Marcelo Yuka sofreu dia 28 de fevereiro. Marcelo, ex-baterista da banda O Rappa, sofreu um assalto em 2000, onde foi baleado e acabou ficando paraplégico. Pois novamente ele sofreu outro assalto, a menos de 300m de onde tivera sido assaltado em 2000. Ele foi agredido pelos assaltantes, que tantaram roubar seu carro. Veículo esse que é adaptado para Yuka, por sua deficiência. Pois os bandidos lhe deram socos e tentaram tirá-lo de seu carro, mas sua cadeira de rodas ficou trancada e ele ficou pendurado entre o asfalto e o carro. Ele conta que ficou com medo de que os ladrões o arrastassem pelas ruas.


Após conseguir desvencilhar-se do carro, caindo na rua, os assaltantes voltaram a lhe agredir, ao não conseguir dirigir o carro, e roubaram-lhe o celular.
Imagine a angústia e o desespero dele, voltando a ser assaltado praticamente no mesmo lugar onde foi baleado e ficado parapléglico. Imagine o pânico desse homem, apanhando dos bandidos e trancado com a cadeira entre a porta do veículo e o asfalto, pensando que poderia ser arrastado pelas ruas ou de tomar outro tiro, dessa vez fatal.


Todos os dias lemos notícias bárbaras de violência, que está desenfreada no Brasil. Somos reféns dentro da própria casa, até paraplégicos são agredidos covardemente, sem ter como se defender. E os governos fecham os olhos para tudo, não agem, não tomam uma atitude. Claro, eles tem seguranças, são protegidos, enquanto o povo é assaltado e agredido diariamente. Até quando essa situação vai se prolongar?