segunda-feira, 17 de novembro de 2008

OFICINA DE JORNALISMO DO CORREIO DO POVO



Entre abraços, sorrisos, beijos, alguns com lágrimas contidas, encerrou-se a Oficina do Correio do Povo 2008. Durou apenas uma semana, mas foi uma semana extremamente produtiva, que valeu por alguns semestres de faculdade.

Foi uma experiência incrível. O primeiro contato com a profissão, com uma redação, com os profissionais do jornal. Experiência que jamais sairá de nossas mentes. Dias de intensa produção, correria. Cobrir a pauta, entrevistar, colher informações, tirar fotos, diagramar e, o mais terrível para um aspirante a jornalista: cortar, reduzir os textos. Tudo isso sob a supervisão firme de uma grande, experiente e competente profissional: Rosane Frigeri.

Rosane, durante toda a oficina, foi sempre exigente. Sempre tentou extrair o máximo de cada um, mandava voltar à feira para colher mais informações, cortava os textos sem dó! Mas sempre acreditou naquele grupo de alunos que lá estava para aprender. Desde o começo sempre nos tratou como profissionais, como jornalistas de verdade, e não como apenas meros estudantes. Sempre acreditou no nosso potencial, no que poderíamos produzir.

Tão gratificante quanto à experiência adquirida foram as amizades conquistadas. Um grupo de estudantes capacitados, inteligentes e leais. Todos se ajudaram quando foi preciso, mas se divertiram quando possível. Uma turma unida, alegre e com objetivos na vida. Acho que nunca antes eu vi um grupo criar tamanhos laços de afeição e amizade em uma semana. Uma amizade sincera e verdadeira. Uma galera consciente da responsabilidade em produzir matérias de qualidade para um jornal com mais de cem anos de história, que estava lá só pra aprender, sem espaços para inveja ou ciúmes por causa da disposição das matérias. Uma galera simples, humilde, mas ligada no mundo, extremamente capaz e que sabe bem onde querem ir e onde querem chegar.

Agora fica a recordação da Oficina. Mas ficam os amigos, que espero voltem a se reencontrar muitas vezes mais, fica a admiração pela profissional que a Rosane é, e a certeza de que é isso que queremos para nossas vidas: Ser Jornalistas! E a esperança de quem sabe um dia sermos todos colegas de redação.

7 comentários:

Tisserand disse...

APrender na prática é bem melhor que na academia. Levamos quase tudo pro resto da vida. Na facul, a maioria das coisas sao esquecidas no sem seguinte.

Belo texto.

Abraço

Fabio

Desarranjo Sintético disse...

Bah, que legal, li teu artigo e ficou realmente legal. Pelo jeito foi uma oficina bem produtiva, como tu mesmo falou!
E ter, vivenciar a prática é de extrema importância para o profissional.
Parabéns.

Abraços.
Fábio.

Camilla disse...

As vezes eu sinto que só eu curso a faculdade de jornalismo e tenho realmente vontade de seguir carreira.

Bom saber que não estou sozinha.

Beijos

NAELA disse...

Valeu a experiencia, a amizade e quem sabe um dia seu desejo se torne em realidade!
Estou torcendo por isso;)
Beijo doce

Isadora Ijano disse...

Puxa, parabéns ! É muito bom ler isso, dá mais confiança ainda para quem quer seguir esta carreira também. Espero que você tenha muuito sucesso.

Beeeijos !

Pri.. disse...

Esse é só o começo de um belo caminho, meu amigo... Já disse que merece e tem capacidade para tal. Estão aí os textos...basta ler e constatar.
bjo
Pri..ncipal

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,