quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

ARRUMANDO A CASA



Todo inicío de ano é aquelha velha história : Fazer planos & projetos para o ano vindouro, traçar metas, escolher objetivos. Mas final-início de ano também é uma boa época para se fazer uma boa faxina, se reorganizar, arrumar a casa. Como diz a frase dos Paralamas que li no texto da grande Verônica Elias, no blog do Desarranjo Sintético: “Hoje joguei tanta coisa fora... cartas e fotografias, gente que foi embora. A casa fica bem melhor assim...”. Recomendo esse texto, é ótimo, e me inspirou a criar este.

A casa, no sentido literal da palavra, não sei se vou arrumar, talvez, mas sempre dá uma preguiça... mas o blog tenho que arrumar, está muito esculhambado. Primeiro vou por as coisas que não uso no lixo, como diz a minha namorada. Sendo assim, vou excluir meu outro blog, o histórias-do-cotidiano, já que faz mais de um ano que não escrevo nele.

Seu objetivo era ser um blog de contos, mas isso dá um trabalho danado, e não sei se tenho talento o suficiente para isso. Até gostava de escrevê-los, mas algumas coisas atrapalharam o seu funcionamento, como a falta de tempo, pouca inspiração, críticas severas de pessoas que não entenderam o sentido proposto. O lado bom foi que descobri que sou fraco para alguns tipos de crítica, me deixo abalar por elas e que tenho que melhorar esse apecto.

O outro blog excluirei temporariamente. Na verdade ele passará por uma redefinição de estilo e layout. Para quem nem sabe que tenho mais um blog, ele se destina a comentar sobre o futebol europeu. Ainda estou na dúvida se o condeno a morte ou lhe dou outra chance.

Também vou escrever mais este ano. Em 2009 escrevi apenas 14 textos, enquanto 2008 produzi 52. O que acontece é que destruo muitos textos, já escrevi sobre isso no post Os populares do Orkut. Basicamente digo que tenho o hábito de escrever, não gostar, e trancafiar os textos pelos porões sombrios de pastas que raramente volto a abrir. Faço isso com o intuito de tentar melhorá-los, salvá-los da mediocridade. Mas acabo esquecendo dos miseráveis ou, muitas vezes, desenvolvendo uma aversão profunda por eles. E quando quero falar sobre o mesmo assunto, geralmente faço um texto novo. Para se ter uma idéia, de cada texto postado, pelo menos uns quatro ou cinco são sacrificados. Tentarei ser menos cruel com eles esse ano, ou produzir mais, até que saia alguma coisa decente.

Talvez ocorra mudanças de layout, mas ainda não tenho certeza, até porque tenho alguma dificuldade nessa área. Trocarei as frases com certeza. Visitarei mais, e comentarei mais, os blogs amigos, e descobrirei outros também. também pretendo escrever e postar mais coisas sobre cultura. "Busquemos a iluminação".

Acredito que começando a arrumar a casa, posso fazer um blog melhor, mais atualizado, e buscando seu príncipio de ser uma reflexão sobre o dia-a-dia, sobre temas da atualidade ou polêmicos. Um pouco de poesia, pensamentos e revoltas também. Enfim, um espaço onde vale tudo, um ensaio sobre a vida. Ou como definiu o Laerte, um grande amigo e compadre meu: "Uma pequena fábrica de ideias !". Que assim seja, e que tenhamos grandes ideias este ano!

9 comentários:

Marisete Zanon disse...

Quando somos seres que necessitam da escrita como válvula de escape não conseguimos abortar esse segmento das nossas vidas, e quanto a sua mania de jogar no lixo o que escreve...tsc...tsc...NÃO FAÇA isso...rss...Pq se vc guarda e depois vai lapidando o texto, vc descobre o quanto vc evoluiu!!! É uma dica, pq eu fazia isso antes. Agora guardo tudo e o dia que me quedo aquele texto, tiro ele da gaveta e lapido. Legal ter passado por aqui!
esmaques pra ti guri!

Luana Elias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luana Elias disse...

Arrumo a casa todo o início de ano. E prometo tantas coisas que não posso cumprir... Mas este ano, decidi ser mais leve, tentar ser um pouco menos exigente comigo mesma (o que vem me causando bruxismo...) e aproveitar mais o caminho. Afinal, o que seriam dos objetivos sem os caminhos! Quem chega ao topo sem ter aproveitado o caminho, não vê satisfação na conquista do objetivo!
E o importante de se fazer planos novos e velhos todo ano, ou sempre que te sintas desmotivado em relação ao caminho que segues, é saber para onde ir, aonde se quer chegar.
Quem baixa a cabeça e leva a vida como obrigação, achando que só deve fazer sempre coisas que não gostamos, acaba vivendo uma vida que não era pra ser sua e sem realizar seus sonhos. Afinal esta pessoa não acredita que seus sonhos sejam possíveis, pois passa a vida sem planejar e sem arristar!

19 de janeiro de 2010 11:30

Jay e Alê disse...

Oi,
Te desejo boa sorte em todos os seu projetos. Eu vou tentar cumprir os do ano passado huahauhauhau pode né?
Abraço.
Jay

@qFernando disse...

Blog eh estranho demais, vc vai escrevendo vai desanimando, cada vez mais fica sem tempo de postar e talz, mas qnd vc tah quase desistindo e excluindo, vc vai lah posta algo e a vontade de continuar com blog vem.. eh mto estrnho mas acho q todos passamos por isso

LAERTE FERRAZ DA SILVA disse...

PÔH CUMPADRE, OBRIGADO PELA LEMBRANÇA!!!
ARRUMAR A CASA É SEMPRE NECESSÁRIO, BUSCAR SER MELHOR A CADA DIA É IMPRESCINDÍVEL!!!! CONSIDERO ESTE UM DOS VALORES QUE DÃO SENTIDO A VIDA, TAMBÉM É UM DOS MOTIVOS PELO QUAL O SER HUMANO CONSEGUIU DESENVOLVER E ADQUIRIR TAMANHO CONHECIMENTO EM TODAS AS ÁREAS. SE TU PENSAS DESTA FORMA É PORQUE NÃO QUERES CAMINHAR PELA LARGA E TRANQUÍLA AVENIDA DA MEDIOCRIDADE, MAS SIM PELA ESTREITA E INSÓLITA RUA DA RAZÃO... SIM, PORQUE É MAIS FÁCIL HOJE EM DIA SER MEDIOCRE, O CAMPO É AMPLO, AS OPÇÕES SÃO INÚMERAS, POR ISSO A SENSATEZ ESTÁ EM RISCO DE EXTINÇÃO... TU ÉS UMA ALMA INQUIETA, QUE NÃO SE ESCONDE POR TRÁZ DA UTOPIA E DO IMEDIATISMO TOSCO, ENTÃO DEIXE QUEIMAR ESTA CHAMA QUE ARDE DENTRO DE TI, ELA SEMPRE SERÁ O TEU GUIA E A FORÇA PROPULSORA QUE TE LEVARÁ O MAIS ALTO QUE PUDERES IR!!!!

Maria Rodrigues disse...

Olá,

Concordo com o comentário da Marisete, sobre guardar os textos para aperfeiçoá-los.
Como diria Martha Medeiros... "Gosto de escrever um texto e deixá-lo repousar... Um bom texto tem que ser escrito e esquecido por algum tempo... sem ter pressa em publicá-lo”.

“Primeiro vou por as coisas que não uso no lixo”, este comentário se aplica as coisas materiais. Não podemos esquecer que cada texto tem uma razão de ter sido escrito, não podemos simplesmente rasgar e esquecer, sem fazer uma reflexão do porquê foi escrito.
“vou excluir meu outro blog, o histórias-do-cotidiano... e não sei se tenho talento o suficiente para isso”, primeiro você tem que saber se está escrevendo por que gosta ou por obrigação, e depois analisar quais os tipos de críticas que você recebe... pois nunca iremos agradar a todos. Não devemos desistir dos nossos sonhos porque algumas pessoas acham que não somos bons o suficiente, isto deve servir como uma fonte de inspiração para alcançar nossos objetivos.

Bjos...

Guacira Maciel disse...

Bem, é saudável a gente se livrar de coisas sem sentido: seja roupa que não é mais usada, móvel fora do contexto, sentimentos que não evoluem para nada, dores antigas, que guardamos para toda vez que a gente quer sofrer um pouquinho mais, vai lá e pega...e sofre...
Só não jogue, aconselho, os que escreve, porque eles estão plenos de nós mesmos...
Um abraço e feliz vida nova.
Guacira
www.gpoetica.blogspot.com

Desarranjo Sintético disse...

Olá Sr. Ócio Ilumindado!!

Fico agradecida com a citação no texto do blog e a recomendação. Acho que as vezes os melhores textos são aqueles que excluímos. Não seja tão cruel....
... poste todos.
O blog está muito bom e espero que a ordem esteja se firmando.

Abraços.
Verônica Elias