quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

METAS 2008

Depois de um breve tempo de recesso volto a escrever. Sabe como é final de ano: festas, presentes, viagens...

Na verdade isso não passa de desculpas esfarrapadas por não ter escrito nada nesse período. Mas esse ano isso vai mudar. Já coloquei entre minhas metas para 2008 manter esse blog atualizado. Sim, eu tenho essa mania: Criar metas para realizar ao longo do ano!

Tenho um amigo que sabe dessa minha mania de criar metas, ele ri de mim, me chama de infantil e diz que metas só deprimem a pessoa, pois quando ela percebe, vê que não cumpriu nada do que tinha em mente. É verdade, digo a ele, até pode acontecer isso realmente, mas se eu não tiver uma meta para correr atrás, os dias me parecem vazios, parecem ser todos iguais... um dia, e mais outro, e outro... passam em vão.

Tenho algumas metas estabelecidas para 2008, mas uma em especial quero me esforçar para cumpri-lá: Quero estar mais na companhia dos meus amigos.
Sempre que encontro ou visito um amigo ouço sempre a mesma coisa: “Tá sumido hein!”. Eles realmente tem razão. Não sei se é por causa do meu horário de trabalho (meu expediente é das 22h30 até 6h, de domingo a sexta), por causa da faculdade, dos trabalhos da faculdade, mas o fato é que realmente me afastei um pouco dos meus amigos.

Não perdi o contato com eles, trocamos e-mail, recados no orkut, msn, mas não é a mesma coisa. Esse ano quero tê-los comigo, ao meu lado. Olhar nos seus olhos, quero rir junto a eles, tomar um chimarrão bem quente, abraçar os amigos, beijar no rosto as amigas, fazer um churrasco bem gostoso e ficar de bate-papo, falar sobre nossas vidas, nossos sonhos e projetos, falar bobagens e quem sabe até uma fofoquinha.

Quero senti-los junto a mim, tocá-los, ver o que seus olhos dizem. Saber o que lhes está fazendo felizes ou tristes. Ser um ombro amigo para consolar-lhes, um ouvido para seus desabafos. Dizer-lhes o quanto os quero bem, o quanto eles são importantes pra mim e o quanto preciso deles. Quero deixar nossas amizadesmnos “virtuais” e mais reais, mais sensoriais. Não quero contentar-me em vê-los em fotos, mas estar nas fotos ao lado deles.

Essa é minha principal meta para 2008. Se realizar somente essa, já me darei por satisfeito.